1a Festa Eletrônica GLBTT em Camaçari

Por Carolina Motta
Foto: Carolina Motta
1603501649 A Pride Fest, primeira festa eletrônica destinada para o público GLBTT (Gays Lésbicas Bissexuais, Travestis e Transgêneros) de Camaçari, esteve no mesmo nível de eventos da categoria realizados na capital baiana. O evento que aconteceu no último sábado (6), no espaço CEMPET atraiu também heterossexuais e simpatizantes que curtiram a noite ao som de Oliver Jack, um dos mais conceituados DJ’s de Salvador.

Gente bonita, moderna iluminação e decoração psicodélica compuseram o cenário da festa. Além disso, a presença de Gogo Boy, Gogo Girl, performances de transformistas e striper feminino animou e divertiu quem esteve presente.

Na foto: As organizadoras e o DJ do evento

Para Karina Saldanha, uma das organizadoras, apesar de bem estruturada, a festa não obteve o volume de público desejado e atribui o resultado ao preconceito. “Tudo que foi planejado por mim e minha companheira Arlete Sales, foi executado, porém já esperávamos que haveria este déficit de gente. Mesmo assim nos preocupamos com a qualidade de todos os elementos que montaram a festa”, diz.

“A divulgação também foi boa e até em boates de Salvador panfletamos. O que eu acho que atrapalhou a presença do público foi mesmo o preconceito. As pessoas não estão acostumadas com eventos deste porte e para a comunidade GLBT, mas precisávamos dar início e esta foi a primeira de outras”, revela.

De acordo com Karina que pretende abrir uma boate gay no município, a festa que pretende entrar para o calendário dos eventos mais badalados da cidade, serve para ambientar a população. “Inaugurar uma boate para a comunidade GLS em Camaçari é um sonho meu e da minha companheira. A Pride serviu para mostrar que os homossexuais têm direito ao seu espaço, além de desmistificar a imagem da promiscuidade existente”, completa.

Segundo Carlos Silva, administrador ficou surpreso com o nível da festa, mas se decepcionou com a falta de público. “A própria comunidade gay da cidade não colabora, não acredita nos eventos realizados para nós mesmos e feitos por gente daqui. Eu adorei a festa, pretendo vir a outras e as organizadoras estão de parabéns”, conclui.

Fonte: http://www.camaçarinoticias.com.br

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: